sexta-feira, 8 de junho de 2012

O abridor de latas canadense

Que minha esposa não é muito fã dos abridores de lata estilo americano, <can opener / En ou ouvre boîtes / Fr> aquele com duas rodas, uma cortante e outra serrilhada, nós já sabíamos desde o Brasil. Por isso, uma das coisas que fizemos questão de trazer do Brasil quando viéssemos seria um abridor de latas e garrafas daqueles bem simples e tradicionais brasileiros, que chegamos a comprar e por uma longa história que não vou contar aqui, não veio.

Abridor de escoteiro ou militar
Chegando aqui, sem o abridor brasileiro o jeito era se acostumar com o americano, logo herdamos um de uns amigos, ele já era usado e estava meio desalinhado e com folga, o que realmente não facilitava o uso, mas mesmo assim servia para as primeiras aventuras na cozinha, mas a esposa não parava de reclamar, e qualquer lata de atum me esperava pelo trabalho de abri-lá, e assim logo fomos atrás de comprar um abridor mais "digamos", brasileiro.

Tarefa árdua e pouco compreendida pela maioria dos canadenses, que não entendiam porque queríamos um abridor, considerado por eles antiquado e ultrapassado <este mesmo povo é o que ainda usa de forma corrente fitas VHS e K7, você ainda encontra disquetes para vender em lojas por aqui também, ainda não topei com quem usa, mas se vende...>, que seja, cada qual com sua preferência, e minha esposa prefere o abridor clássico brasileiro. Após inúmeras tentativas, não encontramos nada nem próximo, e algumas pessoas dizendo que os canhotos tem mesmo muita dificuldade no começo com estes abridores e assim por vezes terminam por comprar um abridor elétrico, então porque não comprar um em vez deste outro sugeriu uma vendedora.

A herança em primeiro plano
A ideia de um abridor elétrico não agradou minha esposa, que acha o cúmulo do sedentarismo usar algo elétrico para abrir uma simples lata, ela pode até não amar muito fazer musculação, ginástica, natação ou demais atividades físicas, mas se recusa a chegar neste nível de sedentarismo (questão de princípios). Para resolver a questão fomos atrás de um abridor americano novo, afinal o de nossa herança estava baleado, procuramos um de boa qualidade, material de primeira, bem alinhado e com lâmina de carbono reforçado, resumindo compramos um abridor de latas americano tradicional mais caro que o elétrico.

Mas, sempre tem um mas na história, minha esposa não se adaptou também ao novo, melhorou, mas não era ainda uma brastemp, a desenvoltura dela com a ferramenta era de uma pessoa com dois braços canhotos, simplesmente complicado, já não me esperava para abrir o atum, mas tava longe de uma relação de amizade. Para mim, adorei o novo abridor é suave, fácil de usar e muito, muito, afiado o que abre a lata como uma faca cortando manteiga.

Museu Canadense dos Escoteiros
O tempo passou, e eu já tinha esquecido desta história de abridor de lata quando este final de semana, fomos ao Museu Canadense dos Escoteiros de Ottawa, e ao final do passeio entramos na lojinha que existe lá dentro, e o que minha esposa achou, quase que automaticamente? Sim, caro leitor, um abridor de latas de escoteiro, na realidade um mini abridor de latas, mas que é o mais próximo de um abridor de latas brasileiro que já encontramos aqui em terras geladas, nem perguntou nada para mim, e já pegou e comprou o abridor super feliz.



Can opener
Chegando em casa, fomos testar o mega-super-mini abridor de latas dos escoteiros, na latinha de leite condensado e não é que funcionou, pessoalmente achei que a gente faz mais força que o brasileiro, mas ele funciona bem, minha esposa está super feliz e agora abandonou de vez os outros abridores, questão de gosto não se discute. C'est la vie...

Por curiosidade fui pesquisar sobre o abridor de latas que compramos e descobri que ele é o abridor estilo militar americano, desenvolvido em 1942 para os soldados levarem nas guerras, afim de poderem abrir as latas de provisões, chamado de (US Army pocket can opener) ou simplesmente P51, e ainda é chamado por muitos de abridor John Wayne pois o ator fez o vídeo de divulgação e treinamento do abridor para o exército dos EUA.  

como minha esposa abre a lata, e feliz
Como eu abriria a lata
  

4 comentários:

  1. Bem, gosto é gosto né.. mas certamente o abridor convencional à la Brasil custa pouco e funciona! :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kantynho,

      Obrigado pela compreensão, certamente eu não devo ser a única que prefere o nosso bom e velho abridor brasileiro! =)
      Bom dia para você!

      Excluir
  2. http://www.cuchilleriaalbacete.com/co-pt-accesorios-cocina-1.html

    Será isto que estão falando ???
    tinha um na minha casa que desapareceu....muuito antigo muito bom, dos escuteiros Portugueses.Abre latas como se fosse manteiga.
    Hoje ao pesquisar para tentar comprar um encontrei a vossa historia.
    :) É também o meu preferido e tinha um carinho especial por aquela peça de aço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro,

      Os antigos, em minha opinião, são os melhores.

      Obrigado, pelo comentário!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...